Perguntas Frequentes

O papel da Moinho Brasil é um papel reciclado?

Sim, o papel é considerado reciclado pois, é feito a partir de reuso de matérias-primas, sejam elas de origem vegetal ou aparas da indústria.

Por que o papel é chamado de artesanal?

O papel da Moinho Brasil é chamado de artesanal pois, é feito manualmente. Para conhecer o processo, convidamos que acesse o link “Sobre” e lá teremos um vídeo institucional com todo o processo detalhado.

Importante destacar que os papéis são formados manualmente, com o auxílio de uma tela e são tombados um a um em tecidos. Em nossa técnica, os papéis secam entre tecidos e secam em varal na sombra.

Quais aspectos devo considerar para compor meu projeto com papel artesanal?

Sugerimos que pense no processo de impressão que estará envolvido na proposta. Para a arte vale a pena considerar que, em alguns papéis há interferências naturais, como por exemplo, a inserção de fibras, que pode interferir no resultado final da impressão.

Por exemplo, imaginar um rosto aquarelado para uma impressão, a depender do papel, o resultado final pode não ser o esperado pois, as fibras podem criar manchas no rosto.

Caso opte pelo papel semente pela beleza e pela proposta de plantá-lo, vale considerar uma arte que não cubra todo o papel.

Caso o projeto inclua dobras, reflita sobre a resistência do papel. Alguns papéis são delicados e podem não resistir a aberturas e fechamentos com frequência.

É possível utilizar o papel para cartonagem?

Sim, os papéis da Moinho Brasil podem ser utilizados para revestir e posteriormente, serem usados em cartonagem.

Há o case da embalagem para a 51 em que utilizamos o papel de bagaço cana, apenas ele, sem colá-lo em outra superfície, para fazer a caixa apenas com vincos e encaixes, sem colagem. Para esta opção, sugerimos um papel de fibra virgem de alta gramatura.

Quais são as possibilidades de impressão no papel artesanal?

Algumas técnicas artesanais casam muito bem com a proposta do papel artesanal.

Para a linha de papel de algodão, papéis apara e fibra ou aparas industriais recuperadas sugerimos o letterpress, a serigrafia ou a impressão digital (jato de tinta)

Para a linha de papéis fibra virgem sugerimos a serigrafia, estando atento à textura do papel que pode interferir no resultado final da impressão. A depender da gramatura, a impressão digital em jato de tinta, funciona muito bem.

Para a linha de papéis semente recomendamos a impressão jato de tinta para impressões em baixa escala. Para impressões em quantidade, sugerimos o lettepress/tipografia como uma ótima alternativa. Verifique em nosso link “cases” o projeto sobre a Japan House e veja o resultado desta impressão em papel semente.

Quero imprimir meu material em casa, é possível?

Sim, recomendamos o uso de jato de tinta em nossos papéis. Considere as possíveis perdas durante o processo de impressão por isto, recomendamos que adquira um percentual a mais de papel.

Verifique as especificações da sua impressora.

Não recomendamos o uso acima da gramatura 250 para impressora de uso doméstica.

É possível fazer hotstamping no papel artesanal?

Sim, recomendamos os papéis de fibra virgem, apara industrial recuperada, apara e fibra virgem e algodão, neste último sugerimos especificamente o papel São Paulo (50% algodão).

Tem alguma dúvida que ainda não foi sanada?

Escreva para nós: contato@moinhobrasil.com.br

  • Instagram
  • Whatsapp
  • Facebook

Entre em contato conosco

contato@moinhobrasil.com.br

Izumi Comércio de Papel Artesanal

CNPJ:27448792/0001-18

Estrada Ramificação da Estrada Municipal 020

S/N - Sala 1 - Zona Rural, 19830-000, Echaporã, SP