QUEM FAZ A MOINHO BRASIL

20200924_095344.jpg
20200924_095239.jpg

A Moinho Brasil, localizada no interior do Estado de São Paulo, foi fundada em 1985 por Renata Telles e Antônio Eduardo Bosquê (em memória) com o propósito de reciclar resíduos agrícolas obtendo as mais diversas fibras para a confecção de papéis artesanais.


O trabalho sempre se fundamentou em pesquisas ligadas aos temas de reuso de resíduos agrícolas e reciclagem, recuperação de aparas industriais, além de todo o cuidado no processo produtivo com o reuso da água e o seu descarte de forma correta. Estes aspectos demonstram o cuidado com a sustentabilidade e o bom uso dos recurso.s


Em 2016 iniciamos uma parceria com a Izumi Comércio de Papéis Artesanais.

Com Eliane Mizumoto, a proposta de continuidade cresce em aprimoramento da produção dos papéis artesanais, ainda sob supervisão técnica de Renata Telles, com nova equipe.


Nesta nova configuração seguimos tendo a orientação de um engenheiro agrônomo,

Ademar Mizumoto, coincidentemente formado na mesma escola de agronomia que Antônio Bosquê. Além da formação técnica, Ademar traz em sua experiência profissional a sistematização de processos produtivos com eficiência.
 

A poesia do papel

 
20200924_095516.jpg

O papel se faz presente na história da humanidade há mais de 5000 anos. O papel como processo que conhecemos foi inventado na China.


Atualmente a preocupação com a natureza propôs um repensar sobre este consumo. Sabe-se que a indústria do papel tradicional traz muitos impactos negativos para o meio ambiente e da inserção abusiva de vegetação estrangeiras em grandes áreas. Sendo assim, busca-se alternativas de produção que respeitem o ciclo da natureza.


Além disto, acreditou-se por um instante que a evolução do mundo digital suprimiria a necessidade da presença do papel físico.

No entanto, esta premissa não se realizou. O que já acontece, é uma grande diminuição do uso comum do papel, a tendência é ficarem apenas usos específicos em nichos.

Sustentabilidade

 
20200924_095439.jpg

Nossa premissa é produzir a partir de resíduos gerados pelo consumo de papéis e reciclagem de resíduos agrícolas obtendo assim, as mais diversas fibras para a confecção de papéis artesanais.

 

Desenvolvemos uma metodologia para a produção de papéis em escala sendo a Moinho Brasil, pioneira nesta proposta dentro do país. Nosso trabalho é fruto de longos anos de pesquisa, experimentações e desenvolvimento.